PÁGINA INICIAL RÁDIO VIP VIP TV ARTIGOS CANAIS YOUTUBE CASOS E ACASOS

Páginas

terça-feira, 3 de junho de 2014

Arena das Dunas: calote de R$ 13 milhões ameaça estruturas temporárias para a Copa

Inaugurada em 26 de janeiro deste ano, a Arena das Dunas vive situação dramática na reta final da preparação para a Copa do Mundo. A empresa contratada, por meio de uma licitação, para fazer as estruturas temporárias exigidas pela Fifa não recebeu nem um centavo do governo até o momento, trabalhando há 75 dias - o valor total do serviço é de R$ 26 milhões. Sem o dinheiro, há ameaça de paralisação nas obras que faltam, cerca de 20%.

Há ainda um outro problema a ser resolvido até o dia 13 de junho, data do primeiro jogo na cidade de Natal, entre México e Camarões: a contratação de geradores exigidos pela entidade máxima do futebol. Houve uma tentativa de licitação, mas ela fracassou e a saída terá de ser por modo emergencial, o que ainda não aconteceu.

Do Blog: Olha, essa vai ser a Copa da bagunça, da vergonha. Neste final de semana foi feito mais um teste no estádio do "Curintia" de Lula que deve explicar de onde vai sair o dinheiro que financiou aquela estrutura. Além do teste ser feito com capacidade mínima porque o estádio ainda não está pronto, entulhos e obras formam os acessos e arredores do estádio. Isso há dez dias da abertura da Copa.
O Supremo Tribunal Federal (STF), a mais alta instância do poder judiciário brasileiro, custa R$ 1,5 milhão por dia aos cofres públicos. O orçamento da Corte em 2014 é de R$ 564,1 milhões, dos quais R$ 209,3 milhões já foram gastos.
A maior parcela dos recursos vai para o pagamento de pessoal. Este ano, R$ 324,2 milhões estão autorizados para esse fim. Em abril, o Tribunal contava com 1.683 servidores, de acordo com dados do próprio STF.
- See more at: http://www.contasabertas.com.br/website/arquivos/8673#sthash.cw9Nriaw.dpuf
O Supremo Tribunal Federal (STF), a mais alta instância do poder judiciário brasileiro, custa R$ 1,5 milhão por dia aos cofres públicos. O orçamento da Corte em 2014 é de R$ 564,1 milhões, dos quais R$ 209,3 milhões já foram gastos.
A maior parcela dos recursos vai para o pagamento de pessoal. Este ano, R$ 324,2 milhões estão autorizados para esse fim. Em abril, o Tribunal contava com 1.683 servidores, de acordo com dados do próprio STF.
- See more at: http://www.contasabertas.com.br/website/arquivos/8673#sthash.cw9Nriaw.dpuf

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário