PÁGINA INICIAL RÁDIO VIP VIP TV ARTIGOS PLANTÃO MÉDICO CASOS E ACASOS

Páginas

domingo, 15 de junho de 2014

Um post, para recomeçar



Amigos, desde quinta-feira plantões terríveis no ITEP. Encerrei hoje as 5 e maia da manhã em Luis Gomes. Antes de dormir, vou tecer uns poucos comentários dos últimos acontecimentos. Poucos, mais precisamente sobre a Copa.



Pelo pouco que pude acompanhar, o futebol está salvando a Copa no Brasil. Uma média de mais de 3 gols por partida, surpresas e um bom futebol. Pelo que vi a nossa seleção vai ter que melhorar muito para não precisar de ajuda do árbitro, ou que a arbitragem não nos ajude; como queiram.



Revoltas a parte, quando a bola rola o coração apaixonado pelo futebol vibra com a nossa seleção. Mas, não podemos esquecer as cenas terríveis da abertura da Copa com os xingamentos a presidente Dilma.  Aquilo foi um prato cheio para chacotas em todo o mundo.



O PT rebate. O presidente Lula saiu-se em defesa de Dilma. Criticou e acusou a “zelite branca” que paga R$ 990,00 por um ingresso. Uns, mais afoitos, acusam a elite e a classe média de usar artifícios para derrotarem o PT. Usam os pobres para se justificarem de uma gafe transmitida, ao vivo, para o mundo.



Se é assim, porque o PT organizou o maior evento futebolístico do planeta com dinheiro do povo que poderia melhor a saúde, educação e segurança para os pobres, com uma Copa para a elite brasileira e mundial?  Assim, o próprio governo PTista atesta que a organização de uma Copa com dinheiro do povo, que vai passar mais de 30 anos pagando essa conta, era uma mera estratégia de melhorar a popularidade arranhada do país para os brasileiros e o resto do mundo. Mas, parece que o tiro saiu pela culatra. Só a seleção brasileira poderá salvar essa tragédia.



O discurso dos PTistas é demagogo e enganador. Não é o machismo cultivado, uma questão de racismo ou muito menos uma elite que não gosta de ver “o pobre comendo ou andando de carro”, como, demagogicamente, tenta incutir o Lula. A revolta também não é contra a Copa, é contra a roubalheira, os custos bilionários para promover uma festa para as “zelites” com dinheiro que deveria ser gasto para melhorar os serviços essenciais para a população pobre deste país.

As vaias a presidente Dilma e ao presidente da Fifa Joseph Blatter seriam muita bem vindas e eloquentes. Inclusive, eles esperavam por elas. Tanto que, em 30 anos de Copa, o protocolo de um chefe de estado e o presidente da Fifa discursarem na abertura foi quebrado. Se apregoam de racistas e grosseiras as palavras de ordem da torcida, o que dizer dos atos de racismo, ameaças de morte e palavrões em vias públicas patrocinadas por PTistas a Joaquim Barbosa? Por sinal, me estranhou muito o convite feito por Dilma ao mesmo para integrar a camarote de honra na abertura da Copa. Sem dúvida, quiseram aliviar perante o mundo o que fizeram “ao negro serviçal de senhores de senzala.”



E por falar no Lula, onde estava o presidente de honra do partido que agora se esconde da ação que se orgulhava antes, de ser o todo-poderoso que trouxe a Copa para o Brasil? Será que perdeu a oportunidade de ver a abertura da Copa no estádio do “Curintia?” Duvido!



Mais uma vez repito: só a seleção brasileira para salvar esse desastre.

Nenhum comentário: