PÁGINA INICIAL RÁDIO VIP VIP TV ARTIGOS PLANTÃO MÉDICO CASOS E ACASOS

Páginas

domingo, 27 de julho de 2014

Que gente nojenta



O ex-presidente cubano Fidel Castro decidiu romper o silencia na manhã de hoje e em conversa com nossa reportagem falou, entre outros assuntos, da polêmica envolvendo a jornalista do SBT Rachel Sheherazade, em razão de comentário feito pela mesma recentemente sobre a agressão sofrida por um menor infrator por populares.

“Es un absurdo ló que esta mujer habló. Ella no tiene ningum respecto por los derechos humanos. Se fosse cá en Cuba, nosotros a fuzilaríamos na hora”, declarou Fidel.
A declaração foi corroborada por entidades defensora dos direitos humanos em todo o planeta, tais como o Partido Comunista Chinês, as FARC’s, o Instituto Pol Pot e a Associação dos Pederastas de Brasília.
Procurada por nossa equipe, Sheherazade não quis falar sobre o assunto.

Do Blog: Um tal site de um tal Joselito Muller, foi quem publicou isso. Para qualquer cidadão politicamente consciente deve achar isso uma aberração.

O ditador assassino Fidel Castro diz que Raquel Sheherazad, se morasse em Cuba, seria FUZILADA por não respeitar os direitos humanos.

O imbecil jornalista ainda posta que a frase do besta cubano foi corroborada por entidades defensora dos direitos humanos em todo o planeta, tais como o Partido Comunista Chinês, as FARC’s, o Instituto Pol Pot e a Associação dos Pederastas de Brasília.


Aonde nós, brasileiros, vamos parar com essa cambada.

Nenhum comentário: