PÁGINA INICIAL RÁDIO VIP VIP TV ARTIGOS CANAIS YOUTUBE CASOS E ACASOS

Páginas

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

A realidade nua e crua



O povo escolheu novamente a presidente Dilma Rousseff para dirigir por mais cinco anos essa nação. Agora é olhar para o presente, já que o futuro parece ser de muitas dificuldades.

A campanha passou. Mas, um governo sério e com respeito ao povo não pode ter usado de subterfúgios para enganar o povo. Pelo visto, foi o que o PT fez.

Quem mostra o quadro de descredibilidade é o jornal Financial Times. Em matéria do último dia 30, a folha britânica versa sobre o aumento do juro no Brasil e destaca que a campanha eleitoral de Dilma Rousseff acusou o oponente de que eventual governo Aécio Neves (PSDB) teria aumento de juros, o que geraria recessão e desemprego.

Três dias após a reeleição e horas após o fim do programa de relaxamento quantitativo nos Estados Unidos, o Banco Central do Brasil aumentou o juro para 11,25%, o maior patamar em três anos.

"Dilma e o PT argumentaram que, se Aécio Neves ganhasse as eleições, ele iria aumentar as taxas a um patamar tão alto para acabar com a inflação que iria causar recessão e alto desemprego", cita o texto.


Parece que o PT jogou a última pá de cal sobre o que restava da sua credibilidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário