PÁGINA INICIAL RÁDIO VIP VIP TV ARTIGOS CANAIS YOUTUBE CASOS E ACASOS

Páginas

domingo, 16 de novembro de 2014

O Marketing político Petista e seu baile de máscaras



A cada acontecimento e descoberta das vias que ligam a teia de corrupção no Petrolão do PT, descobrimos uma face do partido. Múltiplas, como em um baile a fantasia.


A cada acontecimento o PT exibe a sua máscara, minuciosamente escolhida, para cada momento. Porém, o seu marketing político inconfundível é pregar o ódio em defesa da pobreza deste país. A festa é sempre para os pobres, mas, é a elite branca petista que desapropria e surrupia o nosso dinheiro.


O PT se arrefeceu dos melhores estilistas para participar do baile à fantasia verde e amarelo. Vestiu-se de hipocrisia para o discurso de que não existia o “Petrolão”, assim como acontecera com o mensalão. Depois da delação premiada de Paulo Roberto e Yousseff, cravou o manto da mentira para dizer que havia demitido Paulo Roberto do setor de abastecimento da Petrobrás e que nem conhecia Yousseff. Usou as luvas da falsidade para empunhar o martelo e bater firme no combate a corrupção e usar a Polícia Federal para investigar os indícios de roubalheira neste país da fantasia.

Por fim, pôs a máscara da enganação para posar de justiceiro ao dizer que vai punir qualquer membro do partido envolvido nesse esgoto de irregularidades.


Será que vai surgir um outro Joaquim Barbosa para ser apontado de punir injustamente? Parece que não. A mídia petista agora culpa a Polícia Federal. A mesma que antes de chegar às alcovas do Rei era bem aparelhada e enviada por Lula e Dilma para investigarem e punirem os corruptos: “doa a quem doer.”


Veja AQUI o que a imprensa petista  financiada com dinheiro do povo através do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal, dizem sobre a PF. Eles não gostam mesmo das polícias.


A festa a fantasia do PT está despindo as máscaras. De baile cível a festa mundana para o mundo assistir.


O nosso carnaval vai descendo a ladeira, patrocinado pelo nosso petróleo, o orgulho e a riqueza de um povo que sustenta uma corja de malfeitores e vagabundos da nação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário