PÁGINA INICIAL RÁDIO VIP VIP TV ARTIGOS CANAIS YOUTUBE CASOS E ACASOS

Páginas

sábado, 29 de novembro de 2014

Suecos investigam propina paga a Petrobras

A gigante sueca Skanska abriu investigação interna sobre o pagamento de propina a funcionários e autoridades brasileiros para viabilizar projetos com a Petrobras no Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj). A safadeza envolveria as empreiteiras Camargo Corrêa e Engevix, enroladíssimas no Petrolão, e a Technit. Negócios no Brasil alcançam quase US$ 1 bilhão. O suecos gastaram US$ 73 milhões.

Segundo auditoria do Tribunal de Contas da União, o afano nas obras do Comperj podem ter causado prejuízos de US$ 9 bilhões à Petrobras. O presidente da Skanska para o continente, Johan Henriksson, acusou em rádio sueca “excesso de corrupção impedindo negócios” no Brasil.

O TCU informou que a obra no Comperj custaria US$ 6 bilhões, mas a Petrobras alterou o projeto e os custos saltaram para US$ 48 bilhões.

Pressionada pelo TCU, a Petrobras admitiu que o Comperj não é viável economicamente. E não tem como recuperar US$ 9 bilhões investidos.

Do Blog: Meu Deus. A cada dia ficamos estarrecidos com tanta roubalheira praticada com a quadrilha petista instalada na Petrobras. Isso tem que acabar. Essa gente tem que pagar muito caro, pois além da coisa ser feita descaradamente a soma é altíssima.


Esse dinheiro daria para amenizar o sofrimento de muita gente nas filas de hospitais, morrendo a míngua. Nesse país ainda famílias vivem sem água tratada, sem esgoto e sem moradia. São aquelas necessidades conhecidas por todos. Essa gente tem que ir pra cadeia e varrida da vida pública, a começar por Lula e Dilma, porque, um escândalo desses, e os dois dizerem que não sabem, é a mesma coisa de dizer que não sabem de onde a merda sai.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário