PÁGINA INICIAL RÁDIO VIP VIP TV ARTIGOS CANAIS YOUTUBE CASOS E ACASOS

Páginas

Um Natal repleto de amor e um ano novo de muita paz e realizações

sábado, 20 de junho de 2015

Lula diz a aliados que será o próximo alvo do juiz Moro

A manchete é da Folha. O ex-presidente disse a aliados que a prisão dos presidentes da Odebrecht é uma demonstração de que ele será o próximo alvo.

Será e deverá , para o respeito às leis e um exemplo para quem monta uma quadrilha para roubar o país, no caso a Petrobras. E ainda falta investigar os empréstimos de “pai para filho” do BNDES para construir em países aliados ao governo petista. Dinheiro do povo nas contas de empreitas investigadas pela Lava-Jato. Boa coisa não pode ser.

Somente um ingênuo credita que o ex-presidente esteja à margem dessa roubalheira, junto a Dilma Rousseff. São doze anos que o PT é governo e é administrativamente impossível que tal escandido não tivesse o aval dos dois. Passadena e Abreu e Lima são exemplos práticos.

Embora o exército de milícias do MST já tenha alertado que irão as ruas caso o ex-presidente seja indiciado ou preso, o Brasil honesto não pode permitir que um ex-presidente que saqueou os cofres públicos se saia impune.

O PT está em estado de alerta pela prisão dos diretores da Odebrecht. A empresa patrocinou várias viagens do ex-presidente Lula que foi o garoto propaganda na abertura de negócios na África e América Latina.


Já se sabe que não só o PT poderá ser prejudicado, até o PSDB, mas o povo honesto brasileiro tem que fazer linha de frente contra essas quadrilhas instaladas nos órgãos governamentais.

Revoltado com sua prisão, Marcelo Odebrecht ameaçou entregar Lula e Dilma Rousseff. Antes de ser levado pela Polícia Federal na manhã de sexta-feira, segundo a Época, ele fez três ligações. Uma delas para um amigo que tem interlocução com Dilma e Lula – e influência nos tribunais superiores em Brasília.
“É para resolver essa lambança”, disse Marcelo ao interlocutor, determinando que o recado chegasse à cúpula de todos os poderes. “Ou não haverá República na segunda-feira.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário