PÁGINA INICIAL RÁDIO VIP VIP TV ARTIGOS CANAIS YOUTUBE CASOS E ACASOS

Páginas

quarta-feira, 1 de julho de 2015

Dilma já se orgulhou da delação que hoje critica

A opinião de Dilma Rousseff sobre o instituto da delação premiada varia conforme as suas conveniências políticas. Nesta segunda-feira (29), em Nova York, a presidente disse que não respeita delator. E comparou os delatores da Lava Jato aos dedos-duros que depunham sob tortura na ditadura. Há sete meses e meio, candidata à reeleição, Dilma vangloriou-se de ter sancionado a lei 12.850/2013, que regulamentou a colaboração de criminosos com a Justiça.
Num debate presidencial em que mediu forças com o então antagonista tucano Aécio Neves, em 14 de outubro de 2014, Dilma citou a delação com outro propósito —um propósito autopromocional. Postulante à reeleição, Dilma disse, diante das câmeras da TV Bandeirantes, ter mudado a realidade que potencializava a impunidade no Brasil.(Josias de Sousa)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário