PÁGINA INICIAL RÁDIO VIP VIP TV ARTIGOS CANAIS YOUTUBE CASOS E ACASOS

Páginas

Um Natal repleto de amor e um ano novo de muita paz e realizações

domingo, 27 de setembro de 2015

Somos um país que defende seus calhordas e salafrários

Nunca imaginávamos, principalmente o PT, que surgisse um Joaquim Barbosa no caminho. Ele julgou e botou na cadeia corruptos gordos e conhecidos. Peixes graúdos. Embora que depois foram migrando dos presídios para casa. Até vaquinha fizeram para pagar fiança em ato de desafio e desrespeito a população honesta deste país.

Nunca imaginávamos, principalmente o PT, que surgisse um juiz Sérgio Moro com a sua abnegação e destemor em aplicar a lei num dos maiores esquemas de corrupção da história do Brasil. O povo honesto voltou a se orgulhar.

Infelizmente, a alegria vai durar pouco. Mais uma vez entra em cena o STF. Depois do juiz, rigorosíssimo em aplicar a lei sobre os corruptos que estavam tão longe da justiça, a Suprema Corte resolve retalhar, fatiar os trabalhos da justiça na Operação Lava Jato.

Larápios corruptos voltam a ficar distante da justiça. Tudo começou com a petista (sempre eles) Gleisi Hoffmann. A partir desse caso o STF decidiu que qualquer caso que possa não ter ligação direta com a Lava Jato, deve sair das mãos do juiz Sérgio Moro, em primeira instância, para o colo de qualquer outro magistrado.

Sem dúvida, tal decisão do supremo, vai barrar, ou minar, outras investigações, por exemplo, contra a Eletropaulo, BNDS e outros. O desbravamento da corrupção deveria trazer consequências sérias e muita gente graúda na cadeia. Parece que, como sempre, isso não deve ser bom para o Brasil na opinião do STF.

A história brasileira não daria um bom filme. Aqui, os calhordas e bandidos sempre vencem no final.


E ainda tem gente que defende essa corja.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário