PÁGINA INICIAL RÁDIO VIP VIP TV ARTIGOS PLANTÃO MÉDICO CASOS E ACASOS

Páginas

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Nuvens podem ter dobrado a força do El Niño, aponta estudo

As nuvens podem multiplicar os efeitos do El Niño, afirma um estudo publicado no periódico Nature Geoscience na segunda-feira (4). A influência das nuvens, que era subestimada pelos meteorologistas, é responsável por mais de metade da força do fenômeno, caracterizado pelo aquecimento anormal das águas do Pacífico. De acordo com previsões dos cientistas, o El Niño do período entre 2015 e 2016 pode ser o mais forte desde o registrado em 1997 e 1998, que, de acordo com estimativas, levou à morte 23.000 pessoas e deixou 45 bilhões de prejuízos em todo o globo. Segundo os pesquisadores, a compreensão do conjunto de influências para a formação do fenômeno pode ajudar os cientistas a prever com maior precisão o impacto do El Niño e até evitar catástrofes naturais.


"As nuvens influenciam a variabilidade do El Niño em um fator de dois ou mais. Esse fenômeno tem um grande impacto na vida ao redor do Pacífico e nossos resultados podem ajudar a prever como será o clima no futuro", afirmou o meteorologista Thorsten Mauritsen, um dos autores da pesquisa, ao jornalThe New York Times.

Nenhum comentário: