PÁGINA INICIAL RÁDIO VIP VIP TV ARTIGOS CANAIS YOUTUBE CASOS E ACASOS

Páginas

quarta-feira, 2 de março de 2016

Curtas

Épa Lê-Lê – Aqui, em curtas, é onde eu me sinto mais a vontade para tecer comentários sobre assuntos diversos. Às vezes erro, mas, na maioria das vezes eu acerto. Quando eu errar, podem me cobrar. Porém, quando eu acertar tenham a dignidade de entender e não ficarem chateados porque têm que me engolir a seco. E quando eu estou certo, que se danem, mas eu entro na briga com todas as armas que eu tenho. Quando eu erro, recuo. Não sou besta de dar bucha pra negro atirar com a minha pólvora. Infelizmente, a verdade sempre fere o interesse de algumas pessoas. Este blog é assim mesmo: não nasceu para agradar a Gregos e Troianos. Não quero ser campeão em acessos. Quero meu público fiel.

De camarote – Quem assiste tudo de camarote, sem nenhum esforço e preocupação, é a candidata a vaga ao Executivo de Alexandria, Jeane Ferreira. Já a oposição tem uma batata quente para descascar: É nome demais para ser escolhido. Só não estão na briga os vereadores Suê, Mazinho e Mauricy Abrantes. Dizem que até a semana Santa teremos um nome.

Será que racha? – Quem conhece bem da política de Alexandria diz que se o nome a ser escolhido for de Jânia Fernandes, ou não, haverá racha na oposição. Caso não haja racha nenhum, mais um milagre acontecerá na Semana Santa. Desculpe-me o trocadilho.

Bola Cheia – Quem está de bola cheia e longe desses problemas é o prefeito Raimundinho. Quem tem a cabeça aberta para política e conhece um pouco do riscado, sabe que o prefeito vem surpreendendo. Que o diga o funcionalismo e o comércio de Alexandria. E ainda tem nego querendo que o homem faça milagres. Nada de “vamos que vamos”. É pé no chão e muita responsabilidade.

Por falar nisso – Tem muita gente, agora, postando nas redes sociais dizendo que não acreditam mais em políticos. É verdade. Principalmente os que se foram da administração, passado. Alexandria precisa de mente nova, liberta de mente velha.

De um popular“Se voltar um desses que foram prefeito, quando ele pegar a latinha de óleo para azeitar a máquina da prefeitura, ela de se quebra sozinha só em pensar do quanto trabalhou para as mãos deles”.

Ano de eleição – Agora tem deputado prometendo o mundo para os municípios interioranos.

Unanimidade – Foi quase uma unanimidade, hoje (01) na sessão da Câmara Legislativa, a cobrança dos vereadores por uma definição da saúde nos exames de alta e média complexidade. Todos conhecem o problema que causou o impeachment do ex-prefeito Nei Rossatto. Todos os Edis concordam que é preciso agilidade, pois o povo não pode esperar.
Os peitinhos da Assembleia – Não se fala em outra coisa. Nas redes sociais a indignação é geral. Mas, essa prática já é velha. Desde quando eu me entendo por gente. Teve políticos que formaram os filhos em Natal, há décadas, se alimentando do leitinho. Para mim não é surpresa. Acho que em todas as cidades do RN tem gente chupando um peitinho. Políticos que perdem ou dão votação expressiva a um deputado, geralmente escolhem a sua teta. Aqui em Alexandria são pouquíssimos os políticos que não sentem o sabor desse leite. O grosso tem a sua fichinha na Assembleia Legislativa. Não que eu esteja defendendo, sei que isso é imoral, ilegal e engorda. Porém, é uma realidade.

Vereador cobra pagamentos de atrasados em regime de urgência – Acho que o vereador Suê está mostrando os caminhos das pedras que ele segue. Falou de milhões que entraram em janeiro e fevereiro do FPM, disse que os atrasos não eram de responsabilidades do prefeito e sim do município. Cobrou, até março, os salários em dia e pagamento das contas com fornecedores, pois uma prefeitura sem fornecedores não anda.

“Sou oposição, to cobrando” – Deve estar pensando assim o vereador Suê. É bom lembrar que recentemente o vereador ficou em cima do muro. Além de deixar de cobrar na tribuna da Câmara os desmandos administrativos da gestão anterior, se opôs a abertura de uma CPI. No momento em que a administração anterior estava no seu limite de tamanha irresponsabilidade administrativa, o vereador mostrou o caminho das pedras que seguiria e usou como desculpa irregularidades na abertura e condução da CPI para votar a permanência de um governo sem rumo e sem direção, por mais um ano. Imagina como Alexandria estaria no final de 2016.

Falar é fácil – Não pega bem para o vereador em questão, cobrar da atual gestão o rombo deixado por Nei Rossatto. O vereador sabe bem que diante de tantos desmandos, onde até os descontos retidos dos consignados não foram repassados ao banco que descontou do FPM mais de R$ 100 mil. Dinheiro entra no município e os atrasos são exatamente por falta de gestão do ex-prefeito Nei Rossatto. Se o vereador acha que a atual administração tem condições de pagar tantas dívidas em pouco mais de três meses, desqualifica ainda mais a administração passada. Falar é fácil. Difícil é escolher o pior que Alexandria já teve e querer cobrar o impossível de quem está trabalhando pela cidade.

Por falar nisso – Hoje mesmo estão sendo depositados nas contas pagamentos atrasados dos servidores efetivos da administração.

Primeira votação – A Câmara votou em primeira votação o projeto de lei que autoriza o município a pagar o piso dos professores.


É óbvio - A mudança do Ministro da Justiça, pelo governo petista, é tão somente para barrar a PF. O partido sabe que o chefão está às portas de ir para cadeia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário