PÁGINA INICIAL RÁDIO VIP VIP TV ARTIGOS CANAIS YOUTUBE CASOS E ACASOS

Páginas

Um Natal repleto de amor e um ano novo de muita paz e realizações

domingo, 17 de abril de 2016

Governo mudará 5 secretarias, uma fundação e uma autarquia



Os últimos dias conturbados, que não chegaram ao fim, de Brasília ao Rio Grande do Norte, devem continuar à próxima semana. A votação do pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), nesse domingo (17), é ponto de partido para mais burburinho político.

No Rio Grande do Norte, por exemplo, o Governo Robinson Faria (PSD) terá pela frente a tarefa de reordenar e pacificar os ânimos em sua bancada na Assembleia Legislativa, com a guinada à oposição do seu ex-líder na Casa, deputado Fernando Mineiro (PT). Boa parcela dos parlamentares governistas está amuada, sentindo-se isolada e desprestigiada.

No próprio Governo, o anúncio de exoneração de vários auxiliares ligados ao PT de Mineiro, acaba deixando o governador com uma situação ambivalente: sentimento de perda com a saída do parlamentar de sua base, mas ao mesmo tempo esperança por ter meios para trabalhar a distribuição de cargos com aliados.

Reforma administrativa
Além da pasta da Saúde, em que a saída do titular não tem conotação político-partidária, existem os cargos de primeiro escalão e dois órgãos de segundo escalão a serem preenchidos, deixados para trás pelo petismo de Mineiro. Ao todo, mais quatro secretarias (além da Saúde), uma fundação e uma autarquia.

O governador terá que nomear os titulares das pastas da Educação e Cultura do RN; Secretaria Extraordinária de Políticas Públicas para as Mulheres; Secretaria Extraordinária da Juventude; Secretaria de Estado para Assuntos Fundiários e Assistência a Reforma Agrária (SEARA);  Fundação José Augusto (FJA) e Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do RN (EMATER).

Pela frente, pois, uma reforma administrativa de supetão, em que o governador também vai por à prova sua promessa de campanha de formar equipe com prioridade do “critério técnico”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário