PÁGINA INICIAL RÁDIO VIP VIP TV ARTIGOS CANAIS YOUTUBE CASOS E ACASOS

Páginas

Um Natal repleto de amor e um ano novo de muita paz e realizações

terça-feira, 19 de abril de 2016

Um Brasil dividido



Os brasileiros, talvez, nunca tenham parado em frente a um aparelho de TV quanto o fez neste domingo histórico de 17 de abril de 2016. Talvez nem em uma Copa do Mundo.



As conversas divergem: “ladrões julgando ladrões; um ladrão presidindo o impeachment de um governo eleito pela maioria popular; um golpe, pois não há motivo para o impedimento.” Assim surgiam os comentários pelo povo que elegeu e são governados.



Quem é culpado do processo de impeachment da presidente Dilma? Para este humilde escrevinhador foi o próprio PT. É bom não esquecer que o partido escorraçou aliados históricos que estiveram na base desde a sua fundação, para se aliar a Collor de Melo, a José Sarney, a Paulo Maluf, a Renan Calheiros, em fim ao PMDB, partido historicamente de predadores e tantos outros, antes historicamente pregado pela legenda como a banda pobre do Brasil. Aliados esses que abandonaram o barco. Restou a alguns “exilados” a dignidade de conservarem o berço que nasceram; a exemplo de Luiza Erundina, Chico Alencar e outros.



O PT se julgou dono do país e ser diferenciado em se juntar a banda pobre em nome da governabilidade. Governou como se fosse um chefe da “casa grande.” Praticou desatinos e roubou o país para um projeto de partido. Plantou na terra árida bons frutos, é verdade, mas a ganância o fez esquecer de regar as raízes para o futuro. Colheu o que plantou. O governo apodreceu, definhou e não tem mais razão de ser. Independentemente de que seja Miguel Temer a regar o novo governo. Aliais, não devemos esquecer de que, quem votou em Dilma, aceitou o vice que merece.



Se há algo que o PT não pode se queixar é da roubalheira generalizada desse país. Como explicar Passadena? Como explicar Abreu e Lima? Como explicar a Petrobrás? Como explicar os Fundos de Pensões?... O governo petista colheu a safra das más alianças e desafiou o povo em nove de um processo político de se perpetuar no poder. A sua impopularidade atesta isso.



Que Deus guie os passos dos que vão traçar os rumos dessa nação. Agora não adianta chorar pelo leite derramado. Mesmo que impeachment não passe pelo Senado estamos presenciando o desastre deste desgoverno de Dilma Rousseff.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário