PÁGINA INICIAL RÁDIO VIP VIP TV ARTIGOS CANAIS YOUTUBE CASOS E ACASOS

Páginas

Um Natal repleto de amor e um ano novo de muita paz e realizações

segunda-feira, 4 de julho de 2016

Curtas



De volta ao batente – Um tiquim de férias pra relaxar, um final de semana longe da internet e estou eu aqui, de volta.

Mudanças – Um final de semana de muitas mudanças na política de Alexandria. Houve uma implosão no grupo oposicionista. Na minha opinião ela foi minada pelo próprio grupo. A saída da médica Dra. Jania Fernandes do páreo acendeu o estopim e pode ter detonado de vez o projeto alardeado como a união de grandes forças políticas para administrar a terrinha.

Muitos candidatos para uma vaga – Particularmente (isso agora parece óbvio) eu nunca acreditei que a oposição de Alexandria terminaria unida. O ex-prefeito Alberto Patrício era um nome forte para a pré-candidatura. Dra. Jania Fernandes tinha a sua grande oportunidade de ter um apoio fechado do grupo. Para quem conhece do riscado, Alberto Patrício, dificilmente não teria o seu nome na lista do TCU. Foi contando com isso que alguns da oposição pecou por excesso de confiança e minou o seu projeto.

Mágoas – Segundo o filho do ex-prefeito Alberto Patrício, Ciro Patrício, o seu pai teria ficado magoado ao ser tratado no grupo como uma carta fora do baralho. Com a sua liderança e pesquisas internas indicando a sua popularidade acima dos demais pré-candidatos, passou a ser visto apenas como mais um a apoiar o que o grupo já havia decidido. Antes mesmo de Alberto se desgarrar e passar a apoiar a candidatura da pré-candidata Jeane Ferreira, já se comentava uma chapa formada por Dra. Jania e o vereador Junior Abrantes.

Alerta – A saída de Alberto acendeu o alerta. Algo praticamente certo para quem entende o mínimo de política. Ele jamais seria um coadjuvante na oposição. Correligionários seus, comentavam, que ele não apoiaria ninguém se ao menos, não indicasse o vice, em último caso apoiaria a candidatura de seu filho Caio Patrício.

O troco – Restou para oposição dar o troco. Fez-se uma temporada de caça ao médico Dr. David Abrantes, nome de peso ligado a Jeane Ferreira. Cogitou-se até que ele poderia ser o candidato da oposição. Também fracassaram. Era anunciado que neste final de semana os nomes oposicionistas seriam anunciados com pompa e novidades. Porém, Dra. Jania Fernandes acendeu o pavio, foi embora alegando questões íntimas, e a bomba implodiu parte do projeto da oposição.

Um grito no escuro – Neste domingo pela manhã, correu o boato pela cidade de que o professor Karli Robson seria o vice de Júnior Abrantes. Durante o dia, políticos e correligionários se reuniram na residência do saudoso Valdemar Veras, mas, as decisões ainda não são do conhecimento público. O efeito implosivo deixou muitos detritos. Agora há pouco, um amigo me comunicou que teve um encontro com o professor, que assegurou que tudo não passava de especulações.

E a situação? – Assiste a tudo de camarote. A pré-candidata Jeane Ferreira, parece bem confortável. O desmonte oposicionista, se já estava abalado com a saída de Alberto Patrício, agora parece sem rumo. Ele, mesmo não sendo seguido pelos seus ex-escudeiros  na Câmara de Vereadores, Maury Abrantes e Mazinho, não se pode negar que é uma forte liderança local. Falta a Dra. Jania oficializar a sua decisão. Se vai apoiar a oposição, se vai ficar neutra, ou qual posição deverá tomar neste pleito.

Pedra cantada – A ex-pré-candidata Jania Fernandes, para alguns amigos íntimos, já havia confidenciado que só seria candidata se tivesse o apoio total do grupo oposicionista. Ela sabe o quanto é duro enfrentar uma campanha sem, no mínimo, ter uma base fortalecida, sem divisórias. Pra muita gente já era previsível que ela desistisse. A sua grande clientela e o seu profissionalismo como médica, deve ter falado mais alto.

Moral da história – A oposição tinha pré-candidatos demais. Só sobrou um, à cata de um vice. Quem se habilita?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário