PÁGINA INICIAL RÁDIO VIP VIP TV ARTIGOS CANAIS YOUTUBE CASOS E ACASOS

Páginas

21 de novembro. Hoje É: Dia da Homeopatia, das Saudações, Mundial da Televisão

segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Curtas das eleições em Alexandria



Dia perfeito para comemorar – No RN o dia é perfeito para os eleitos comemorarem a vitória. Hoje é feriado no Estado. Dia dos Mártires de Cunhaú. Segundo informações colhidas pelo blog (extra oficiais), na Praça da Folia teremos Wonney Saraiva e Woney Fontes.



Jeane é eleita em Alexandria – A candidata do PSD tirou 4.610 votos, 52,08%, contra 4.242 do candidato Júnior Abrantes do PCdoB, 47,92%. Jeane foi eleita com uma maioria de 368 votos.



Abstenção – Tivemos um número elevadíssimo de abstenção. Foram 1.360, 12,73%. Tivemos ainda 72 votos brancos e 399 nulos. Os votos válidos somaram 8.852.



Votação para vereador -

Mazinho de Louro ELEITO
PMDB

1146
Raymara Andrade ELEITO
PSD

1011
Allan Oliveira ELEITO
PSC

991
Gil Fabio ELEITO
PSD

689
Cicero Bernardino ELEITO
PSD

611
Teixeira ELEITO
PMN

562
Chiquinho Pires ELEITO
PR

518
Lobao ELEITO
PP

450
Mauricy Abrantes ELEITO
PP

436
Gil Oliveira
PROS

433
Suê Vereador
PPS

407
Gilberto Cipriano
PR

378
Diassis
DEM

314
Mesquita
PP

280
Carlinhos Sarmento
PSD

119
Branco da Água
PSDB

92
Zezinho
PSDB

77
Nina Moreira
PSB

47
Rita
PPS

21
Kiki
PT

11
Zezé
PSDB

4
Ione Fortunato
PMDB

1
Deuva
PSB

1
Luana
PSB

1
Rivanda Alves
PMB

1
Aleciana
PROS

1
Germano Junior
PSD

0



Detalhes – Por quatro votos o candidato Gil Oliveira (433) perdeu a vaga para Mauricy Abrantes (436). A votação espetacular de Suê (407), garantiu a eleição de Teixeira (562) em 6º. Falo uma votação espetacular porque Gilberto Cipriano e Deassis fizeram uma festa nos seus votos. A soma dos sois atingiram o limite mínimo da legenda. Teixeira corria sérios riscos, pois a coligação era fraca de nomes com expressiva votação. (os demais, candidatos abaixo dos 100 votos). É bom lembrar, que o eleito Mauricy, mesmo apoiando a chapa majoritária de Júnior Abrantes, fazia parte da coligação de Jeane, que fez coligação com o PP, que tinha como candidatos o próprio Mauricy, além de Mesquita e Lobão.



O campeão – Por não ter coligação, o eleito Mazinho não era aposta certa para vencer. Necessitava tirar mil ou mais votos para se eleger, pois o PMDB não fez coligação para proporcional (vereador). No entanto, o vereador recebeu apoio de todo o grupo oposicionista que descarregou a artilharia para elegê-lo com 1.146 votos. O fato gerou polêmica dentro da própria coligação, já que os votos de Mazinho não serviam para somar com a chapa proporcional da oposição. O blog tomou conhecimento que o candidato Teixeira e, principalmente Ney Rossatto, ficaram insatisfeitos com o fato, já que pois em risco a eleição de Teixeira que teve o apoio do ex-prefeito. Pior ainda, a coligação proporcional de Júnior Abrantes correu o risco de passar uma vergonha das grandes. Poderia não eleger nenhum candidato. Mais uma vez lembro que Mauricy foi eleito na coligação de Jeane.



O coitado – Pegou mesmo a apelo de Mazinho. Se fez de vítima, de injustiçado. Porém é bom lembrar que o mandato pertence ao partido e não ao candidato. Quem deve seguir o partido é o candidato e não ao contrário. O PMDB de Alberto resolveu seguir a coligação de Jeane. E com certeza com apoio do Diretório Estadual. Com isso não quero dizer que Mazinho seria obrigado a seguir a sua legenda. Porém, a sua decisão seria também arcar com as consequências óbvias.



A coligação – Mazinho não teve motivos para criticar Alberto Patrício em consequência do PMDB não ter feito coligação na proporcional. A sua justificativa de ser tratado como perseguido, seria lógica se fosse por outros motivos. Senão vejamos: A coligação de Jeane iria permitir que o PMDB de Alberto entrasse no jogo, na chapa proporcional? Nunca. Nem se fosse o contrário a coligação de Júnior Abrantes permitiria. Seria o mesmo que eleger Mazinho e tirar uma vaga de eleito da coligação A Alexandria que você quer! Isso seria negócio de pai para filho. Principalmente porque Mazinho era um ferrenho adversário.



O resumo – A oposição fez apenas um vereador, Teixeira. Mas, pode contar com três vozes opositora a administração de Jeane no Executivo Municipal. O seu nome é Mauricy Abrantes e o próprio Mazinho. Repito: Embora sendo oposição a Jeane, Mauricy foi eleito pela sua coligação.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário