PÁGINA INICIAL RÁDIO VIP VIP TV ARTIGOS PLANTÃO MÉDICO CASOS E ACASOS

Páginas

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Trabalhadores de Alexandria vão as ruas protestar contra reformas trabalhistas e da previdência


Professora se manifesta contra o Deputado Rogério Marinho. Relator da proposta

O número não impressionou, mas, valeu o esforço do SINDALE, da Colônia de Pescadores e da ACEUA. A movimentação partiu do largo do Terminal Rodoviário até o centro da cidade.

Denominada de manifesto apartidário não faltou faixas com o tradicional “FORA TEMER” e orientações aos professores para trabalharem sobre os estudantes e pais, no sentido de votarem em representantes do PT no Senado, Congresso e Assembleia Legislativa, partindo da Profa. Nina, representante da SETAN – Federação dos Trabalhadores do RN.
 
O "FORA TEMER nao faltou
Cartazes e faixas denunciavam os políticos do RN que votaram a favor das reformas trabalhistas e previdenciárias. Em todas as falas, explanações sobre as percas trabalhistas e da aposentadoria, caso  os projetos em questão passem pelo Senado.

“Poderia ter sido maior pelo trabalho feito. Mas, com certeza foi mais participativa do que as anteriores. Sentimos a ausência dos trabalhadores da saúde e professores municipais. Porém foi marcante a participação de aposentados, pescadores, professores e outras categorias. O importante é que Alexandria foi representada” – finalizou o presidente do SINDALE Washington Barbosa.
 
O presidente do SINDALE Washington Barbosa puxava a manifestação
Sem dúvida as pautas reivindicatórias representam a classe trabalhadora. Porém as centrais sindicais esquecem de um mal tão prejudicial, ou até mais, dos protestos expostos. Trata-se da corrupção do país. Os bilhões surrupiados do povo brasileiro levam a mortes diante do caos na saúde e segurança. Empobrece, principalmente, a classe trabalhadora e aborta investimentos na educação, onde o país figura entre um dos piores do mundo.  
A manifestação percorreu as principais ruas da cidade 
A parada foi na Praca Maria Cavalcante, no Centro

Nenhum comentário: