PÁGINA INICIAL RÁDIO VIP VIP TV ARTIGOS CANAIS YOUTUBE CASOS E ACASOS

Páginas

21 de novembro. Hoje É: Dia da Homeopatia, das Saudações, Mundial da Televisão

quinta-feira, 13 de abril de 2017

Vem ai um novo filme baseado na lista de Fachin: “Os Inocentes”



Há dois dias que a tão esperada lista de Fachin – parece título de filme – deixa a população estarrecida. É o inverso do inverso da famosa “Lista de Schindler”, onde nem a mente brilhante de Steven Spielberg se atreveria a criar o roteiro onde, praticamente, não existem mocinhos.

Talvez ele criasse o cenário, nas principais capitais brasileiras, onde o povo coloria as avenidas de verde e amarelo pedindo a interferência militar para destituir governos e fechar o Congresso. Mas, nem sempre a vida imita a arte. Visitando as redes sociais me deparo com brasileiros em defesa dos mesmos políticos que deixaram o país com milhões de desempregados, recessão, reprovado por fatores de risco e, principalmente, depenaram as riquezas do povo em nome dos seus projetos de governo.

Steven Spielberg, teria sim, um novo expoente para escrever um roteiro nascido para ganhar todos os Oscar do cinema. “Os inocentes” seria um bom título. A trama envolveria uma imprensa organizada, um STF viciado e um juiz corrupto, treinado pelo FBI para prender políticos que se dizem inocentes, no intuito de entregar a Petrobras ao capital norte-americano. Acrescentando que o juiz (a mente criminosa do enredo) destruiria a economia do pais ao prender aqueles que assaltaram os cofres públicos.

Os verdadeiros mocinhos do filme, aqueles que não figuram na famosa lista de Fachin, a exemplo de Marina Silva, Bolsonaro, entre outros, seriam meros coadjuvantes. Sem nenhuma probabilidade de tomarem as rédeas da República de Bananas. O povo gosta de pão e circo, fartamente distribuídos pela facção criminosa que quebrou a nação. A imagem marcante do filme, seria o Magno Malta, isoladamente no centro de um mar cadeiras vazias no Senado, porque seus pares se escondem com medo da opinião pública e a imprensa golpista.

O governo ilegítimo, diz que o trabalho para melhorar o República não pode parar. Tem projetos importantes para serem aprovados, a exemplo da reforma da previdência, que não cobra bilhões de empresas devedoras e manda a conta para o contribuinte.

Nas redes sociais, a população se divide. Uma parcela defende a alma mais honesta do planeta, mesmo tendo seus amigos e políticos do seu partido condenados e outros em processo de investigação, inclusive ele, figura com mais de cinco processos. O pai e a mãe dos pobres, que deixaram mais de 12 milhões de desempregados e que em seus governos instalaram uma quadrilha para assaltar o dinheiro do povo em nome da perpetuação no poder, são aclamados porque desenvolveram programas sociais para os pobres, mesmo que, por outro lado, criaram, em seus governos, mais milionários do que em qualquer outros governos.

A trama, parece não abrir portas para um final feliz. O povo terminará tendo um governo que merece. Em nome de programas eleitoreiros a corrupção vai continuar a ser o norte, e o povo, aceitando pão e circo em detrimento de vida boa para os políticos da República de Bananas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário