PÁGINA INICIAL RÁDIO VIP VIP TV ARTIGOS CANAIS YOUTUBE CASOS E ACASOS

Páginas

quinta-feira, 15 de agosto de 2019

Fotografar ou filmar preso, vai pra cadeia. Aprovada e lei de abuso de autoridade


Enquanto os eleitores de “esquerda e de direita” se degladiam. Enquanto alguns criticam veementemente as frases diarreicas do atual presidente como se fosse o único desastre do país. Enquanto alguns gritam aos quatro cantos a liberdade de um condenado político, o congresso aprova medidas punitivas que vão contra os anseios do povo. E ele (o povo) nem sequer toma conhecimento.

Acaba de ser aprovada, sem alarde, a lei que criminaliza o abuso de autoridades. A proposta prevê punição a agentes públicos, incluindo juízes e procuradores, em uma série de situações e é considerada uma reação da classe política às operações recentes contra corrupção, como a Lava Jato. Como já havia passado pelo Senado, o texto agora vai à sanção e caberá ao presidente Jair Bolsonaro decidir se transformará em lei. Espero que não.

O bandido de colarinho branco, principalmente, não poderá mais ser fotografado ou filmado sem seu consentimento com o intuito, vejam só, de constranger a pessoa. As penas vão de prisão de três meses a quatro anos, dependendo do delito, além de perda do cargo.

Colocaram, sem dúvida, algemas a mordaça nos juízes e promotores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário